terça-feira, 12 de abril de 2011

Tirei meu passaporte! Até que foi rápido...

Novo passaporte eletrônico. O meu é igual ao da esquerda

Apesar de a viagem ser só em setembro do ano que vem, resolvi já tirar logo o passaporte. Fiquei com medo de que demorasse meses pra ficar pronto, como aconteceu ano passado... Mas foi bem rápido, no finalzinho de fevereiro fiz o agendamento na Polícia Federal para dia 31/3 (haviam outras datas antes disso, mas não no horário do almoço, como agendei), e uma semana depois já estava pronto!!

O atendimento em si é bem rápido: conferem os dados que você cadastrou no site (se  escreveu alguma coisa errada lá, a hora de corrigir é agora) tiram sua foto, impressões digitais e pegam sua assinatura - tudo digitalmente, sem risco de falsificação.

Agora, o único problema do atendimento - que achei bem organizado e com funcionários bem informados, diga-se de passagem - foi a demora. Não que as filas fossem quilométricas, mas eu tive o azar de escolher o horário mais cheio - 12:15, e apesar de não ter tanta gente assim na minha frente, o atendimento demanda uns 10, 15 minutos por pessoa, e ainda era horário de almoço, então o staff estava reduzido pela metade... Quando fui retirar o documento ontem estava praticamente vazio, mesmo sendo horário de almoço outra vez. Ou sei lá, sou azarada mesmo...

O posto da PF aqui no Shopping Light, em São Paulo, só atende com hora marcada, portanto procure escolher um horário bem cedo ou depois das 14h30, mas acredito que hajam outros postos onde se pode ir direto sem agendamento.

Em hipótese alguma deixe de levar algum documento, pois te mandarão para casa e você terá que reagendar o horário. Principalmente se teve alguma mudança no nome, em função de casamento, separação e etc. Nesse caso, você tem que levar seus documentos antigos e os novos com o novo nome, mais a averbação que autorizou a mudança. Caso você não tenha essa última em mãos, deve ir ao cartório e pedir uma certidão de total teor da averbação (acho que esse é o nome, não tenho certeza), pois as chances de você voltar são 100%. 


Esquece, não tem como dar um "jeitinho brasileiro".

Outra coisa que não se pode esquecer são ou comprovantes da última eleição ou a Certidão de Quitação Eleitoral, que você tira rapidinho pela internet mesmo, no site do TSE. Como sou paranóica, levei todos os comprovantes e a certidão.

Os documentos necessários:
- RG ou CNH válida;
- CPF (caso já tenha o número no RG não precisa);
- Título de eleitor;
- Comprovantes de votação na última eleição ou Certidão de Quitação Eleitoral;
- Comprovante de pagamento da GRU (no meu caso, paguei R$156,07) - atenção, comprovante de agendamento não vale!
No caso de estrangeiros naturalizados e menores de idade, são ainda necessários outros documentos. Veja mais informações no site da Polícia Federal.

Outra dica importante: chegue mais cedo que o horário previsto. Aparecer uma meia horinha antes faz uma baita diferença, porque se chamarem o seu horário e você não estiver, pode acabar em último da fila e perder bem mais tempo. Para se ter uma ideia, cheguei lá 11:50 e saí às 13h30, isso porque no meu horário haviam 5 pessoas agendadas, e todas voltaram para casa por conta da documentação, menos eu.

Agora, com o passaporte na manga, vou correr atrás dos documentos necessários para a imigração!

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Comentaê!